terça-feira, 27 de março de 2018

Conheça a Editora!


Quer conhecer a Editora Todas as Musas? Acesse:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





segunda-feira, 26 de março de 2018

Em breve, o novo livro de Laura Figueiredo.

O caso aconteceu no final do outono e chegara o inverno. As árvores perderam as folhas e suas lindas cores; os verdes dos campos foram substituídos pelo marrom das gramas queimadas pelo frio intenso. 
A cidade ficava encravada nas montanhas e o inverno era sempre muito rigoroso. O dia amanhecia coberto por uma densa névoa e a plantação coberta pelo orvalho.





Quer conhecer a Editora Todas as Musas? Acesse:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK






#literatura #literaturabrasileira #misterio#literaturafantastica #dicadeleitura #amolerlivros#contos #editora #editoratodasasmusas#todasasmusasnosinspiram


sexta-feira, 23 de março de 2018

Identidade e Cotidiano: São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932

"Nos discursos de mobilização para a campanha constitucionalista de 1932, invocou-se a tradição do povo paulista e fez-se reviver o mito das bandeiras, mas não como antes, como se fazia nos discursos ufanistas, que indicavam apenas as famílias tradicionais de São Paulo como os verdadeiros herdeiros do espírito empreendedor do bandeirante".


Identidade e Cotidiano: São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932

Ivete Batista da Silva Almeida
(Doutora e mestre em História Social pela USP e Professora da Universidade Estadual de Montes Claros)


Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





#revolucao32 #revolucaoconstitucionalista #mmdc #9dejulho #23demaio #paulista #saopaulo #historia #identidade #cotidiano #constitucionalista #historiadobrasil #editoratodasasmusas #editora #todasasmusasnosinspiram #estadodesaopaulo

quinta-feira, 22 de março de 2018

"Para a guerra havia ouro, para os hospitais, não! ”

O Jornal A Plebe de 1932 denunciava que os operários não tinham assistência médica, que o atendimento nos hospitais era precário e que o Estado não investia em saúde alegando falta de verba, o que era inadmissível, pois: “para a guerra havia ouro, para os hospitais, não! ”


Identidade e Cotidiano: 
São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932
de
Ivete Batista da Silva Almeida
(Doutora e mestre em História Social pela USP e Professora da Universidade Estadual de Montes Claros)


Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK








#revolucao32 #revolucaoconstitucionalista #mmdc #9dejulho #23demaio #paulista #saopaulo #historia #identidade #cotidiano #constitucionalista #historiadobrasil #editoratodasasmusas #editora #todasasmusasnosinspiram #estadodesaopaulo

quarta-feira, 21 de março de 2018

Identidade e Cotidiano: São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932


 As memórias e relatos deixados pelos trabalhadores compõem um número infinitamente menor do que o da documentação produzida ou remetida às elites, e este fato, por si só, é extremamente significativo.


Identidade e Cotidiano: São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932

de
Ivete Batista da Silva Almeida
(Doutora e mestre em História Social pela USP e Professora da Universidade Estadual de Montes Claros)


Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





terça-feira, 20 de março de 2018

Identidade e Cotidiano, de Ivete Batista da Silva Almeida

“A luta terminou! Informaram.”
“E São Paulo?" Ansiosos indagaram.
“Rendeu-se incondicionalmente"; responderam.
“Não é possível, como, de que maneira?" Diziam os soldados.




Identidade e Cotidiano: São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932
Ivete Batista da Silva Almeida
(Doutora e mestre em História Social pela USP e Professora da Universidade Estadual de Montes Claros)



Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK







segunda-feira, 19 de março de 2018

quarta-feira, 14 de março de 2018

Palavras de Osman Lins em "O espaço literário em Osman Lins"

“Ela apertou o braço do marido e sorriu (...). Sentia que a luz do sol a trespassava, como a um vitral.” (p. 143).

"Agora ali estava o domingo, claro e tépido, com réstias de sol no mosaico, no leito, nas paredes, mas não com as alegrias sonha-das, sem o que tudo se tornava inexpressivo". ( p. 142)



Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





P.S.
Lins, O. “O vitral”. In: Moriconi, I (organizador). Os cem melhores contos do século. Rio de Janeiro, Objetiva, 2001.

terça-feira, 13 de março de 2018

Até 35% de desconto!


Acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK

Lançamento: Espaço Literário em Osman Lins


Para objetivar a investigação analítica a partir do movimento espacial no campo do estudo da literatura, focando ou não prioritariamente este ou aquele princípio específico de análise, não se escapa da inseparabilidade tempo-espaço; modalidade que se apresenta tanto nos status enuncivos quanto nos enunciativos dos procedimentos retóricos de construção do discurso literário.





Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK




segunda-feira, 12 de março de 2018

O espaço literário em Osman Lins




Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK




sexta-feira, 9 de março de 2018

Nazismo tropical com frete grátis



Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Ou escreva para:

todasasmusas@gmail.com


Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





Excerto de A Recriação do Pícaro na Literatura Brasileira: o Personagem Malandro


Em algumas obras, o malandro deixa de lado o seu individualismo e passa a ser porta-voz de projetos políticos alternativos, que contribuiriam para uma mudança social.


 

Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK





quinta-feira, 8 de março de 2018

Conheça: Malandros ou Neopícaros, organizado por Altamir Botoso



"Porém, em vez de sair, o sapo deu uma volta, pulou a janela da casa do urubu e vendo a viola dele em cima da cama, resolveu esconder-se dentro dela. Chegada a hora da festa, o urubu pegou a sua viola, amarrou-a em seu pescoço e voou em direção ao céu" (Compilado por Luís da Câmara Cascudo)



Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:


Para mais informações, escreva para:

todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM e nosso FACEBOOK




#estudosliterários #literatura #literaturabrasileira#picaro #malandro #operadomalandro #pornopopeia#monteirolobato #marquesrebelo #chicobuarque#dialeticadamalandragem #editora#editoratodasasmusas #todasasmusasnosinspiram#uems #teorialiteraria #publique